África do Sul: Os imperdíveis de Cape Town e arredores

Oi !!

Depois daquele apanhado geral sobre a cidade mais cool da África do Sul, precisamos te contar as coisas mais legais que fizemos por lá.

Nossa sugestão para aproveitar bem Cape Town são no mínimo quatro dias na cidade. Desta forma você consegue não só bater cartão nos passeios mais turísticos como também aproveitar bem o clima da cidade, fazer tudo sem pressa e curtir bem a gastronomia local.

1. Victoria & Alfred Waterfront

Aqui é onde tudo acontece, onde as pessoas se reúnem para comer, beber, passar o tempo.

Já indicamos essa região da cidade para hospedagem porque certamente você terminará as suas noites bebendo ou jantando por aqui.

Além dos restaurantes, tem várias lojinhas, bares, roda gigante, aquário e é ponto de saída dos passeios para Robben Island e também dos barcos para ver o pôr do sol.

2. Robben Island

Um dos passeios mais disputados em Cape Town, é providencial você reservar o seu ingresso com antecedência.

Robben Island é onde fica a prisão de presos políticos que teve como principal interno Nelson Mandela.

Reserve uma parte do dia para o passeio, pois ele não é rápido. Inclui uma ida e volta de barco até a ilha. No dia que fomos, como estava com muito vento, a volta foi bem chatinha com direito a muito banho de água. Como estava um mega sol de rachar mamona ficou tudo bem, porém se você se incomoda de ficar molhado, vá preparado.

3. Passeio de barco

Existem várias opções de passeios de barco e várias empresas que fazem. Todas elas ficam no V & A e você pode reservar na que for mais conveniente para você em relação a dias e valores por lá mesmo.

No dia que fomos fazer estava um mega sol lindo então resolvemos pegar o passeio do pôr do sol.

Acontece que em Cape Town o tempo é muito louco e muda muito rápido. O sol lindo deu lugar a umas nuvens pretas e uma névoa super gelada e acabou que nosso passeio para ver o pôr do sol se transformou em uma aventura congelante e assustadora. Mesmo assim vale a pena fazer se estiver com tempo.

4. Table Mountain

Reservamos uma manhã para subir até a Table Mountain. Contratamos o nosso motorista para começarmos o dia por lá. Compramos os ingressos na hora, não pegamos quase nada de fila e subimos no teleférico sem medo.

A vista do alto é surreal, indescritível.

Leve um casaquinho de frio porque venta demais e como estamos a vários metros do chão a temperatura é mais fria.

Aproveite para andar pela Table Mountain e curtir uma vista incrível da cidade. Não ficamos muito tempo lá em cima por conta dos nossos outros compromissos do dia, mas tem gente que faz até piquenique.

5. Stellenbosch

No mesmo dia saindo da Table Mountain ainda com o motorista que contratamos, seguimos para a cidade de Stellenbosch para visitarmos algumas vinícolas.

Bom, nas nossas pesquisas não encontramos muitas informações sobre como eram essas visitas então ficamos super surpresos quando descobrimos que não existe um tour pela vinícola, como acontece no Uruguai ou Chile por exemplo. Você simplesmente chega lá e faz degustação (pagas, obviamente) e acabou.

Achamos bem interessante porque você pode andar por alguns  lugares sozinhos, sempre tem lojinhas para você levar uns vinhos e lembrancinhas para casa. Você faz tudo no seu tempo, o que te permite visitar mais de uma vinícola no mesmo dia.

Fomos em duas: Kanonkop e Stark Condé

Foi suficiente para apreciarmos um vinho sul africano, curtir paisagens fantásticas e descobrir essas informações que compartilhamos agora com vocês.

Algumas vinícolas oferecem almoço também, mas precisa reservar com antecedência.

6. Passeio pelas praias

Este passeio dura praticamente um dia inteiro. Foi ele que nos fez ficar em dúvida sobre alugar ou não um carro, mas depois achamos um tour que englobava todos os lugares imperdíveis e concluímos que o tour resolveria o nosso problema.

Contratamos ainda no Brasil uma empresa que me lembro que era o nome de um homem e era super organizada, tour pequeno, guia super top. Acontece que pesquisei de todas as formas o nome e não consigo encontrar. Não sei se ela não existe mais. Mas foi uma empresa excelente.

Nos buscaram no hotel e depois de parar em mais uns dois ou três hotéis no caminho, fomos para a primeira parada que é onde acontece o passeio de barco até a ilha onde ficam os leões marinhos (Seal Island). Prepare- se para um cheiro bem forte e ruim, rs.

Desse passeio, seguimos passando apenas pelas praias mais lindas de Cape Town, não paramos em nenhuma, só passamos. Por isso que falamos que valia a pena passar mais uns dias lá para curtir a praia.

A próxima parada foi no Cabo da Boa Esperança. Como faz frio nesse lugar. Como venta.

Restaurante Two Oceans, um dos restaurantes que está na lista dos mais lindos do mundo, fica aqui e merece uma parada mesmo que seja para um chopp apenas. Nós aproveitamos para almoçar aqui e não achamos que foi super inflacionado.

Depois dessa parada fomos para Boulders Beach que é onde ficam os pinguins. Muitos, milhares deles rs. Tem um “museu” sobre os pinguins e é preciso pagar para ver os bichinhos. Lembro de ter lido vários relatos nos blogs de um outro ponto em que você consegue vê- los e não precisa pagar. Como o valor não era exorbitante pagamos.

De lá o nosso tour seguiu para o Jardim Botânico.

7. Jardim Botânico

Mesmo que você esteja fazendo esse tour por conta, indicamos demais a parada no Jardim Botânico. Uma das coisas mais lindas desse mundo. E ainda aproveitamos para apreciar o pôr do sol.

Além desses passeios, você ainda pode fazer um vôo de helicóptero pela Baía de Cape Town e apreciar a linda cidade do alto com direito a ver o Green Point Stadium, onde foram os jogos da Copa do Mundo de 2010.

Tem mais um outro passeio clássico na cidade que pulamos, pois somos medrosos (rs) mas que vários conhecidos fizeram e curtiram que é a experiência de ver os tubarões de pertinho. Prepare- se para pegar um barco, ir até alto mar, entrar em uma jaula e quando os “bichinhos” estiverem próximos vocês desce junto com a jaula para vê-los. Exige muita coragem seja para encarar a água gelada (eles emprestam roupa de mergulho, mas mesmo assim …), seja para ficar ali com os bichos bem pertinho. Quem curte adrenalina, não pode perder.

Estes passeios são os mais clássicos de Cape Town. Curtir a cidade também faz parte do nosso rol de passeios, a gente adora se perder pelas ruas e fazer nada …. andar, andar, se perder, se encontrar …

Seguindo o nosso “roteiro” de posts, o próximo deveria ser sobre as nossas indicações de restaurantes na cidade. Acontece que tirando o Two Oceans, que falamos acima, não fomos em nenhum lugar diferente que não fossem os restaurantes do Waterfront. Todos os que fomos eram excelentes e ficamos com vontade de conhecer quase todos eles, mas não tivemos tempo. Então nossa dica é ficar pela região e ver o menu que mais agrada o seu paladar e o seu bolso porque os preços variam bastante nesses restaurantes, ok ?

No próximo post a gente vai te dar um panorama geral de Johanesburgo. Nossa passagem pela cidade foi super rápida então vamos condensar em um único post todas as informações. Até lá!

Deixe uma resposta