Enxoval fora do Brasil: Estados Unidos x Europa

Oiiiii

Quem acompanha o site há algum tempo sabe que estamos passando por uma fase nova em nossas vidas com a chegada do nosso primeiro filho 🙂

Junto com o pequeno vem um mundo de descobertas, dúvidas, insegurança e obviamente uma lista enorme de coisas para comprar.

Não fazemos a linha “pais neuróticos” mas também estamos longe do grupo “pais desencanados” kkkkk. Sem rótulos, só para exemplificar mesmo rs. Não somos nem oito nem oitenta. Queremos o melhor para o nosso filho, assim como todos os pais, porém não estamos pirando muito em comprar tudo o que existe disponível para ele porque acreditamos que não é bem assim que as coisas funcionam.

O nosso filho é o primeiro neto, sobrinho e filho e aí precisamos comprar as coisinhas dele do zero afinal não tinha de onde herdar nada (não temos o menor preconceito quanto a aproveitar coisas usadas). Listas enormes em mãos, cinco ou seis listas de amigas passando pela mesma fase, resolvemos montar a nossa do nosso jeito.

Primeiro passo foi pesquisar o preço de quase tudo aqui no Brasil afinal ainda estávamos com dólar na casa dos 3,80 no final do ano de 2016 e muitas coisas ainda não valiam a pena quando convertíamos o valor para reais.

Segundo passo, xeretar muito sites como Amazon.com e de lojas de bebês especializadas nos Estados Unidos, como a Macrobaby de Orlando, a Babies´r US, …, site da Traget, Wallmart.

Entramos primeiro nos sites americanos porque todo mundo diz que as coisas lá são mais baratas que na Europa e nessa época a gente estava para decidir se iria viajar para fazer o enxoval ou não.

Tudo visto, decidimos que as únicas coisas que queríamos de fora eram mamadeiras, chupetas, carrinho, bebê conforto, tapete de atividades … em síntese, tudo o que não envolvesse roupa, decoração. Mas por que ? Porque roupas eu sempre tive um pouco de “preconceito” de bebês uniformizados, as pessoas acabam comprando nas mesmas lojas e as mesmas coisas sempre, os bebês andam todos iguais.

Aproveitamos que os avós dos dois lados iriam para os Estados Unidos e negociamos com eles trazer todas essas coisas que precisávamos para que eles nos liberassem para fazer uma última viagem sem o baby mais bacana do que uma viagem de compras. Eles toparam e nós embarcamos para a Europa.

Então quase todo o enxoval que não envolvia roupas veio dos Estados Unidos com preços ainda bem mais baixos que os do Brasil (mesmo com o dólar na época mais alto do que está agora em março de 2017). Compramos aqui no Brasil somente os itens do quarto que não iam rolar trazer de lugar nenhum como berço, cômoda, poltrona, banheira.

E aproveitamos a viagem para a Europa (Inglaterra e Espanha) para comprar roupinhas mais diferentes.

Na Espanha, ficamos em Barcelona. Lá compramos muita coisa legal e com o preço super super amigo em lojas como El Corte Inglés, Mango, Benetton (italiana), Zara Kids e algumas lojas locais.

Os preços são em euros mas encontramos muitas promoções e valeram super a pena. Compramos muita coisa mesmo.

Vale dizer que todas as lojas de grifes do mundo como Gucci, Hugo Boss, Prada, Kenzo … têm uma parte dedicada aos pequenos. É caro ? Depende do seu bolso, tem roupinhas, sapatinhos com preços muito amigos mas você precisa avaliar o custo x benefício. O quanto vale a pena investir em peças tão pequenas para um mini ser que cresce super rápido. Na nossa avaliação não valia a pena gastar um pouco mais com isso e acabamos não comprando nada.

Em Barcelona você encontra essas grifes tanto nas lojas próprias como no El Corte Inglés.

Na Inglaterra, ficamos apenas em Londres, descobri que tinha uma Toys´r Us gigante mas um pouco afastada de onde estávamos. Como já tínhamos comprado muita coisa em Barcelona acabou que nem fomos porém nas andanças pela cidade fomos achando lojinhas locais, a Zara, H&M, Gap Kids e lá fomos nós gastar mais um pouco rs.

Gostei muito da qualidade dos bodies da H&M, eles são feitos em algodão orgânico e o toque é infinitamente melhor que o queridinho das mamães: Carter´s. Achei os preços em libras ok pela qualidade mas não são baratérrimos como os da Carter´s não. Um pack com dois bodies sai por volta de 10 libras, se você considerar que os da Carter´s custam uns 5 doláres com uns 3 ou 4 dependendo do modelo, os preços em libra são mais carinhos.

Outro achado em Londres foi uma loja que tinha lido na net a respeito e cismei que valia a pena ir. Chama Primark, a maior dela fica na Oxford Street bem pertinho de Picadilly Circus. Gente, essa loja é uma loucuraaaaa. Tudo custa muito barato, tipo duas libras, três libras. A qualidade é questionável, não são roupas para durar a vida inteira mas que para o dia a dia são ótimas.

Em Londres você encontra roupas grifadas na Harrod´s (vá disposto a dar pelo menos um mino pro seu pequeno rs) e nas lojas de rua das grifes.

Para comprar brinquedos, um clássico da cidade é a loja Hamleys (no meio da Oxford Street). Vale a pena mesmo que seja para uma voltinha.

Se você for mãe de menino, a melhor loja de todas que eu achei foi a Primarck seguida de perto pela H&M, Zara.

Para os papais de meninas: preparem- se !!! As lojas, todas elas, têm muito mais variedades para meninas do que para meninos 🙁

Resumindo, na nossa opinião, roupinhas valeram muito a pena serem compradas na Europa, saíram muito mais baratas do que se fossem compradas nas mesmas lojas aqui no Brasil ou nas equivalentes.

Itens que foram comprados nos Estados Unidos lá saiam mais baratos do que na Europa, os valores eram quase os mesmos mais saía o dólar e entrava o euro, então não valia tanto a pena já que o câmbio do euro ainda está um pouco mais alto do que o do dólar. Em libras, chupetas e mamadeiras ficam um tanto mais caras porém ainda ficam mais baratas que no Brasil.

 

Deixe uma resposta